Notice: Undefined variable: navegador in /home/trielotur/public_html/pg/config/padrao.php on line 11
 
 
  •  

    Documentos para Embarque

    SE O PASSAGEIRO FOR BRASILEIRO


    Em voos domésticos o passageiro pode apresentar qualquer documento oficial com foto que permita a sua identificação. São aceitas cópias autenticadas dos documentos.


    Nos voos internacionais para brasileiros, é preciso passaporte brasileiro válido. No caso de viagens para Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Chile, Peru, Equador, Colômbia e Venezuela, também é aceita como documento de viagem a Carteira de Identidade Civil (RG), emitida pelas Secretarias de Segurança Pública dos Estados ou do Distrito Federal. Fique atento, pois as carteiras de motorista e carteiras profissionais ou funcionais não são aceitas.


     


    SE O PASSAGEIRO FOR ESTRANGEIRO


    Em voos domésticos são necessários Passaporte ou Cédula de Identidade de Estrangeiro - CIE (RNE). São aceitos ainda a Identidade Diplomática ou a Consular ou outro documento legal de viagem, resultado de acordos internacionais firmados pelo Brasil.


    Nos voos internacionais é obrigatório o Passaporte ou a carteira de identidade para cidadãos dos países do Mercosul.


     


    CRIANÇAS E ADOLESCENTES


    Em voos domésticos é aceita a Certidão de Nascimento (original ou cópia autenticada) ou outro documento válido com foto. Para crianças até 12 anos também deve ser apresentado documento que comprove a filiação ou parentesco com o responsável, observadas as demais exigências estabelecidas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente e pela Vara da Infância e Juventude do local de embarque.


    No caso de voos internacionais, o documento de identificação é o Passaporte, além do previsto pelo Conselho Nacional de Justiça e das determinações da Vara da Infância e Juventude do local de embarque, bem como as orientações da Polícia Federal – DPF.


    IMPORTANTE! - A carteira de estudante não é um documento de identificação previsto para o embarque.


    É POSSÍVEL QUE CRIANÇAS E ADOLESCENTES VIAJEM DESACOMPANHADOS DOS PAIS?


    Em voos domésticos qualquer adolescente (entre 12 e 17 anos) pode viajar independentemente de autorização dos responsáveis. Crianças (até 12 anos incompletos) estão sujeitas às exigências legais. Consulte a empresa aérea com antecedência e verifique o que diz o Estatuto da Criança e do Adolescente, além das exigências da Vara da Infância e da Juventude da localidade de embarque.


    Nos voos internacionais, o embarque de menor desacompanhado dos responsáveis ou na companhia de apenas um destes é exigida a apresentação de autorização judicial.


     


    ÍNDIOS:


    Em viagens nacionais, além dos documentos previstos para passageiros de nacionalidade brasileira em viagens nacionais, incluem-se entre os possíveis documentos de identificação a autorização de viagem expedida pela Fundação Nacional do Índio (FUNAI) ou outro documento, de emissão do mesmo órgão, que identifique o índio.


    Em viagens internacionais, o documento a ser apresentado é o passaporte, observada a necessidade de adoção de outros procedimentos instituídos pela Fundação Nacional do Índio (FUNAI) e/ou pelo Departamento de Polícia Federal.


     


    CASO DE DOCUMENTOS PERDIDOS OU FURTADOS


    Em voos domésticos, em caso de furto, roubo ou extravio de documento, será aceito o Boletim de Ocorrência emitido há menos de 60 dias. No caso de voos internacionais, deve ser retirado outro Passaporte. Se a perda se der em território estrangeiro, procure a embaixada do Brasil ou outra representação diplomática brasileira.



    MAIORES INFORMAÇÕES: http://www.anac.gov.br/publicacoes/dicas_anac_documentos_para_embarque_web.pdf
    DÚVIDAS SOBRE O NOVO PASSAPORTE BRASILEIRO: http://www.pf.gov.br/servicos-pf/passaporte/duvidas-frequentes

  •  

    Duty Free

    Duty-free shops ou free shops são lojas localizadas no interior de salas de embarque e desembarque de aeroportos onde produtos são vendidos com isenção ou redução de impostos.Em alguns países, embora existam aeroportos internacionais, há duty-free shops espalhadas pela cidade. O Uruguai e a Argentina são um exemplo disto. Duty-free shops existem também na zona internacional de portos e em navios de passagieros e balsas com destino internacional. Nas lojas de duty-free vendem-se produtos que por vezes não podem passar conosco, tal como água.

    No Brasil, os duty-frees são negócios permitidos como forma de concessão pelas administradoras de portos e aeroportos de todo o país, e devem seguir à risca as regras previstas pela portaria 204, lei que regulamenta o funcionamento de lojas francas em portos e aeroportos do país. Durante mais de 20 anos a principal empresa no Brasil a explorar esse serviço foi a Brasif, que em 2006 foi vendida a um grupo internacional chamado Dufry, que é uma gigante multi-nacional do ramo de varejo de viagens. A partir de então essa empresa controla 95% do negócio em todo o país, além das operações em mais de 35 países ao redor do mundo.


    INFORMAÇÕES IMPORTANTES



    Esta página contém informações importantes que você deve conferir antes de viajar, para evitar problemas burocráticos e tirar proveito de sua passagem pelas lojas do Duty Free.


    QUEM PODE COMPRAR


    * Passageiro chegando do exterior, identificado por documentação hábil, antes da conferência de sua bagagem;
    * Passageiro saindo do país, portador de cartão de embarque ou de trânsito;
    * Tripulantes de aeronaves em viagem internacional de partida.


    QUAIS DOCUMENTOS SÃO NECESSÁRIOS PARA COMPRAR


    Para comprar no Duty Free basta apresentar a passagem aérea internacional/cartão de embarque e documento hábil para sua viagem internacional (ex. passaporte).


    COMO PAGAR


    Você pode usar diversas moedas estrangeiras (convertidas a dólares norte-americanos), em espécie, cartões de crédito internacionais ou seus cheques de viagem. A lei proíbe compras em moeda nacional.


    LIMITES DE COMPRAS NAS LOJAS DE EMBARQUE


    Após passar pelo controle de passaportes, você está fora do país. E o Duty Free de Embarque é o seu primeiro contato com o exterior. Você pode adquirir tudo o que precisar, inclusive artigos que serão úteis em sua viagem, como máquinas fotográficas, por exemplo.

    Entretanto, não esqueça de respeitar os limites de importação dos países a que você se dirige. Vale lembrar que as compras feitas no Duty Free de Embarque serão consideradas como feitas no exterior e farão parte da sua cota do exterior, sendo completamente distinta e independente da cota de US$ 500,00 das lojas de Desembarque. Ou seja, ao desembarcar, você terá direito a mais US$ 500,00.


    LIMITES DE COMPRAS NAS LOJAS DE DESEMBARQUE


    Assim que você chegar ao Brasil terá a oportunidade de comprar tudo o que você esqueceu de comprar lá fora. Mas sempre observando as regras estabelecidas pela Receita Federal no que diz respeito aos limites de quantidade para compras no Duty Free de Desembarque, sempre dentro do limite de US$ 500,00 (quinhentos dólares norte-americanos) por pessoa em cada viagem, sendo que deve ser feita em somente uma transação, em uma única nota de venda, estando ainda sujeita aos seguintes limites quantitativos:

    – 24 unidades de bebidas alcoólicas*, observando o máximo de 12 unidades de cada tipo de bebida.
    – 20 maços de cigarro*.
    – 25 unidades de charutos ou cigarrilhas*.
    – 250 gramas de fumo para cachimbo*.
    – 10 unidades de artigos de toucador (perfumes e cosméticos).
    – 3 unidades de relógio, máquinas, aparelhos, equipamentos, brinquedos, jogos ou instrumentos elétricos ou eletrônicos.

    * (Menores de 18 anos, mesmo acompanhados, não podem comprar bebidas alcoólicas e artigos de tabacaria).

    Não esqueça que você só pode comprar no Duty Free de Desembarque antes de passar sua bagagem pela Alfândega.


    REGULAMENTO ALFANDEGÁRIOS


    As sacolas e embalagens Duty Free, uma vez lacradas, não podem ser abertas antes de se deixar o aeroporto. Os produtos adquiridos no Duty Free são para uso pessoal e não podem ser comercializados posteriormente.


    NORMAS DA RECEITA FEDERAL


    O viajante procedente do exterior, que ingressar no país por via aérea, esta isento de impostos relativo a:

    – Roupas e objetos de uso pessoal em quantidade compatíveis com duração e finalidade de sua viagem;
    – Livros e periódicos;
    – Quaisquer objetos, até o limite global de US$ 500,00 Outras lembranças: este limite é individual e intransferível e o valor da aquisição dos artigos de vestuário e acessórios inclui-se no limite de
    isenção.


    BENS A DECLARAR


    Se você trouxer em sua bagagem bens e valores superiores a US$ 500,00 você deve passar pelo Auditor Fiscal para que seja calculado o tributo devido sobre o valor excedente, incidindo a alíquota única de 50%.

    Lembre: se você não se apresentar ao Auditor Fiscal, será aplicada uma multa de 100% sobre este valor. Não esqueça de declarar seus bens também quando necessitar regularizar, documentalmente, qualquer bem trazido do exterior, como telefone celular. Sempre que você tiver qualquer dúvida, para não atrapalhar sua viagem, pergunte para o Auditor Fiscal. Mas não se esqueça: qualquer bem que você trouxer do exterior como bagagem, não poderá ser caracterizado como de natureza comercial, independente do seu valor.


    PREÇOS E DISPONIBILIDADES DE PRODUTOS


    Todos os preços e tamanhos estão sujeitos a mudanças sem aviso prévio. Todos os produtos, ofertas especiais e brindes estão sujeitos a disponibilidade de estoque.


    GARANTIA


    Todos os produtos comprados em nas lojas Duty Free têm garantia de 90 dias para os produtos duráveis.
    Esta garantia inclui conserto, troca ou devolução do valor pago, em moeda nacional, ao câmbio do dólar turismo do dia da devolução. Guarde sempre sua nota de compra. Os itens da lista de compras serão válidos de acordo com a disponibilidade dos estoques e preços sujeitos a alteração.

    Procedimentos Alfandegários relativos à sua bagagem na chegada

    Consulte sempre o site da Secretria da Receita Federal

    Obs: Ainda está em processo de aprovação o valor do Duty Free para quem desembarca no Brasil. De US$500,00, passará a ser US$ 1.200,00.


    BASE LEGAL


    Os bens de viajante procedente do exterior serão submetidos ao tratamento tributário e aos procedimentos aduaneiros estabelecidos nas Instruções Normativas do Secretário da Receita Federal, assim identificadas: 117, de 06 de outubro; 120, de 15 de outubro e 140, de 26 de novembro, todas do ano de 1998.

    MAIORES INFORMAÇÕES: https://idg.receita.fazenda.gov.br/orientacao/aduaneira/viagens-internacionais/guia-do-viajante/entrada-no-brasil/cota-de-isencao-duty-free-e-bagagem-tributavel

  •  

    Check-in

    Você deve se apresentar para check-in no horário estipulado pela companhia aérea. Na maior parte das vezes, deve-se obedecer ao prazo de pelo menos uma hora de antecedência para voos nacionais e duas horas para voos internacionais. Consulte sua companhia aérea a respeito antecipadamente.

    O check-in é o procedimento realizado pela companhia aérea para a identificação do passageiro, o despacho de bagagens e a emissão de cartão de embarque. Pode ser feito no balcão da empresa, pela internet, em pontos de autoatendimento e em aplicativos para celular ou tablets. O atendimento e a organização das filas são de responsabilidade das companhias aéreas. Após o check-in, você deve ir para o portão de embarque designado pela companhia aérea, no horário estipulado.


    CHECK-IN PELA INTERNET



    Se você estiver sem bagagem ou apenas com bagagem de mão, deve imprimir o cartão de embarque e seguir diretamente para o portão de embarque indicado pela companhia aérea, no horário informado pela empresa. Se estiver com bagagem a ser despachada, vá ao balcão de check-in da companhia, com tempo suficiente para se identificar, despachar a bagagem e apresentar-se no portão de embarque, no horário informado pela empresa aérea. Algumas empresas têm balcões exclusivos para o despacho da bagagem.

    HORÁRIO DE VERÃO E FUSO


    Siga o horário local. Não é preciso calcular fuso horário ou horário de verão. Os bilhetes e os sites das companhias aéreas informam a hora local, tanto na origem quanto no destino. Se tiver dúvidas, consulte a companhia aérea.


    MAIORES INFORMAÇÕES
    Check-in Azul Linhas Aéreas: https://viajemais.voeazul.com.br/#check-in
    Check-in Avianca: https://www.avianca.com.br/check-in
    Check-in Gol: http://checkininternet.voegol.com.br/
    Check-in Latam: https://www.latam.com/pt_br/apps/personas/checkinunified#booking-search-page
    Check-in American Airlines: https://www.aa.com/reservation/flightCheckInViewReservationsAccess.do
    Check-in Air Canada: http://www.aircanada.com.br/info/default.aspx?pageid=362
    Check-in TAP Portugal: https://www.flytap.com/pt-st/check-in/check-in-online
    Check-in AirFrance: http://www.airfrance.com.br/BR/pt/local/core/engine/echeckin/IciFormAction.do
    Check-in Iberia: https://www.iberia.com/br/autocheckin-online.pt/?market=BR&language=pt&channel=COM#/ibcose
    Check-in Alitalia: https://www.alitalia.com/pt_br/check-in.html





    BABAGENS



    BAGAGEM DESPACHADA: São as malas maiores, que vão ao bagageiro do avião. Elas são entregues na hora que você faz o check-in no aeroporto de embarque e são devolvidas ao passageiro na chegada.
    -    Voos domésticos: Nos voos dentro do Brasil você pode levar uma mala de até 23kg. Essa regra vale para aviões que tenham pelo menos 31 assentos, ou seja, todos da  GOL, Latam, Azul e Avianca.
    -    Voos internacionais: Nos voos internacionais, quando a viagem começar no Brasil você terá direito a duas malas de até 32kg. Essa é a regra, mas há várias exceções, principalmente em viagens pela América do Sul.

    BAGAGEM DE MÃO: Além da bagagem despachada, o passageiro tem direito a levar consigo uma bolsa, mala ou mochila com pertences pessoais e itens de valor, como dinheiro, aparelhos eletrônicos e remédios.
    -    Voos domésticos: Em voos domésticos, a bagagem não pode ser maior que 115 cm (considerando altura + comprimento + largura) e o peso máximo são de 5 kg.
    -    Voos internacionais: Em voos internacionais, a bagagem não pode ser maior que 115 cm (considerando altura + comprimento + largura) e o peso máximo variam. O mais importante é observar o volume.

    MAIORES INFORMAÇÕES
    Bagagem Azul Linhas Aéreas: https://www.voeazul.com.br/para-sua-viagem/informacoes-para-viajar/bagagem-despachada
    Bagagem Avianca: https://www.avianca.com.br/bagagens
    Bagagem Gol: https://www.voegol.com.br/pt/informacoes/viaje-sem-duvidas/bagagem-de-mao-e-despachada
    Bagagem Latam: http://tamtrade.com.br/informacoes-e-servicos/embarque/bagagem/
    Bagagem American Airlines: https://www.aa.com/i18n/travel-info/baggage/baggage.jsp?locale=pt_PT
    Bagagem Air Canada: http://www.aircanada.com.br/info/default.aspx?pageid=15
    Bagagem TAP Portugal: https://www.flytap.com/pt-pt/bagagem
    Bagagem AirFrance: https://www.airfrance.com.br/BR/pt/local/voyage-en-avion/preparation-voyage/bagages-avion.htm
    Bagagem Iberia: http://www.iberia.com/br/bagagem/franquia-de-bagagem/
    Bagagem Alitalia: https://www.alitalia.com/pt_br/fly-alitalia/baggage.html





  •  

    Cia Aérea

    PASSAGENS AÉREAS



    Em voos nacionais, o valor da passagem de crianças de colo com menos de dois anos de idade que não estejam ocupando assento não poderá ultrapassar 10% da tarifa paga pelo adulto.

    Para fazer qualquer mudança no seu voo, consulte a empresa aérea ou o agente de viagens. As alterações são feitas de acordo com a disponibilidade de voos e podem gerar custos adicionais para o passageiro, que variam conforme a tarifa da passagem. O prazo de validade da passagem é de um ano, a contar da data de sua emissão.

    A passagem aérea é pessoal e intransferível, ou seja, o nome do passageiro registrado na passagem, no momento da compra, não poderá ser mudado depois. Isso significa que somente essa pessoa está autorizada a viajar com esse bilhete. Tome cuidado ao preencher o seu nome, pois divergências na grafia em relação ao documento de identidade podem causar problemas na hora do embarque.


    TAXA DE EMBARQUE



    A taxa de embarque é cobrada pelas empresas aéreas, no ato da venda da passagem, e repassada à administração do aeroporto para manutenção da infraestrutura e dos serviços. Pistas, pátios de aeronaves, salas de embarque, elevadores, escadas rolantes, ar-condicionado, sistema de som e limpeza são alguns dos itens que são de responsabilidade da administração aeroportuária. O valor é determinado em função da categoria do aeroporto e da natureza da viagem (doméstica ou internacional).


    CANCELAMENTOS DE VIAGENS


    Para cancelar sua viagem, verifique as regras em seu contrato de transporte, pois essa mudança poderá gerar custos adicionais (em caso de remarcação) ou a empresa poderá reter uma parte do valor pago (em caso de reembolso). Se você desistir de sua viagem, o prazo máximo que a empresa aérea tem para fazer o pagamento do reembolso ao passageiro é de 30 dias, contados a partir da data da solicitação. A empresa aérea não tem a obrigação de fazer o reembolso se o passageiro decidir interromper a viagem no aeroporto de escala, nos casos em que o voo não é direto.

  •  

    Fique Atento

    DICAS E CUIDADOS PARA QUEM VAI VIAJAR PARA O EXTERIOR



    Os meses de janeiro, julho e dezembro são muito escolhidos pelos brasileiros para viajar, principalmente se for para o exterior. Ao planejar fazer uma viagem para fora do país algumas dúvidas e medos começam a surgir, como por exemplo, qual a forma mais segura para levar o dinheiro? Como evitar possíveis assaltos? Pensando nisso a TrieloTur dá algumas dicas.

    COMO SE PROTEGER NA VIAGEM
    Pode ser mochileiro, intercambista ou turista tradicional, você não deve andar expondo dinheiro relógio, máquinas fotográficas, aparelhos de reprodução de áudio e vídeo e outros bens. Para sua segurança a dica é utilizar os cartões pré-pagos ou ainda chamados de cartões recarregáveis como por exemplo, o Mastercard Cashpassport ou o Visa Travel Money.

    QUANDOR DAR GORJETA
    Outra dica é andar como se fosse um cidadão comum, pois não chamar a atenção é a melhor coisa, além de que é preciso usar roupas muito confortáveis para poder andar por todos os lugares. Evite beber muito, principalmente se você estiver viajando sozinho. Provavelmente não aproveitará totalmente o próximo dia de viagem. Se entrar numa multidão, parar para apreciar uma paisagem, ver um artista de rua, olhar vitrine ou fazer qualquer coisa que vá prender a sua atenção, segure firmemente seus pertences para evitar a ação de batedores de carteira.
    Quanto aos documentos que não serão usados no exterior também devem ser deixados no Brasil, além de cópias dos documentos que você ira levar, outra boa idéia é deixar uma cópia desses documentos também na caixa de e-mail, se acontecer o pior, é só imprimi-los de lá. Espalhar cópias desses documentos, assim como dinheiro e cartões por todas as partes e bolsos da mochila é outra boa dica a se fazer, assim evita que perca tudo isso de uma só vez.
    Evite levar coisas no bolso de trás da calça. Deixe no bolso da frente apenas algum dinheiro trocado para uso imediato e vá repondo conforme a necessidade. Não se deve confiar muito naquele porta-dólar que você leva por baixo da calça, nunca deixe todo o dinheiro nele. Essas bolsinhas já são mais que manjadas pelos bandidos, por isso deixe uma grana nele no intuito de despistá-los, caso seja assaltado.
    Outra coisa que se deve evitar é andar sozinho à noite principalmente em lugares desertos, principalmente as mulheres. Não confiar em desconhecidos muito simpáticos que logo fazem propostas ou convites. Se alguém, por exemplo, se oferecer para tirar uma fotografia para você, desconfie! Se precisar que alguém tire uma fotografia para você, peça para uma pessoa que esteja em grupo de excursão, os japoneses geralmente são ótimos para fotografar! “É óbvio que existem muitas outras formas de se precaver, mas aqui já temos um bom começo. No demais, sem neuroses! Você já está fazendo bastante coisas para não passar por situações cabulosas”,

    Como levar o seu dinheiro em uma viagem – e economizar um pouco!

    Sempre nos perguntam como fazemos para levar o dinheiro em uma viagem: compramos dólares? Levamos uma quantidade em moeda do país de destino? Compramos cheques de viagem ou o cartão Visa Travel Money? A opção mais prática, fácil e até mesmo mais econômica é simplesmente sacar o dinheiro com o cartão de débito.

    Isso mesmo! Exatamente como no Brasil! Chegando ao país de destino, a primeira coisa que podemos fazer é nos dirigir a um caixa eletrônico, e retirar um montante em moeda local. E não precisamos mais em nos preocupar em pagar aquela corrida de taxi com dólares ou ir atrás de uma casa de câmbio no aeroporto. Mas para aproveitar bem os saques no exterior, temos que nos preocupar com alguns detalhes.

    Antes de viajar, procure a sua agência ou entre no site do banco e libere a função “saques no exterior” no seu cartão de débito. Atenção: é no débito mesmo, não é no cartão de crédito! Se você efetuar saques no crédito, terá que pagar aqueles juros exorbitantes. No débito, não há essa cobrança!

    Aproveite e confira as taxas cobradas pelo seu banco para essa transação. As taxas variam muito em relação a cada banco, então vale a pena ficar de olho!

    Além das tarifas, as taxas de câmbio também variam de banco a banco. Então, confira com a sua agência e compare!
    Como as tarifas são fixas, pelo menos em parte, vale sacar o máximo possível de cada vez. Sendo assim, preste atenção ao valor máximo permitido para saque em cada país, e sempre retire nesse montante. Você economiza nas tarifas e ainda reduz suas idas ao caixa automático.

    Além da praticidade, outros fatores influenciam na escolha pelo saque internacional em detrimento às demais opções. Uma delas é a cobrança do IOF. Por motivos além da compreensão humana, a cobrança do IOF para saques internacionais é distinta do percentual aplicável às compras com o cartão de crédito. Ao efetuarmos um saque no cartão de débito, o IOF aplicável é de 0,38%. Em uma compra com o cartão de crédito, o valor é de 6,38%! Isso, com certeza fará uma diferença no valor final, mesmo considerando a tarifa aplicada para saques.

    OUTRAS OPÇÕES
    Se você ainda pensa em levar cheques de viagem, os famosos Traveller’s Checks, esqueça! Nos últimos anos, caíram em desuso, principalmente com a popularização dos cartões de débito e crédito. Atualmente não são nem um pouco práticos, além de financeiramente desvantajosos. É claro que há a questão da segurança, mas não compensa a burocracia de ter que procurar um local para trocá-los, especialmente em cidades pequenas, e as taxas que serão cobradas assim que você encontrar uma casa de câmbio disposta à recebê-los.

    Os cartões pré-pagos, como o Visa Travel Money, são outra possível opção. Porém utilizam a taxa de câmbio do dólar turismo, que é menos vantajosa do que as taxas utilizadas nos saques internacionais e nas compras com cartões de crédito. Mas são seguros, práticos e permitem a compra na função débito, sem o pagamento de taxas. Para os saques, entretanto, há cobrança de uma taxa de U$ 2,50 a cada operação.

    Levar dólares ou euros em espécie é a opção mais comum dos viajantes. Entretanto, temos que considerar alguns aspectos, sendo o principal deles o risco de viajar com um montante elevado escondido junto ao corpo. Em alguns países, isso pode ser crítico! Além disso, a taxa de câmbio praticada na compra do papel moeda é a mais prejudicial ao turista, tornando esta uma opção desvantajosa do ponto de vista financeiro. Ah, e ter que localizar casas de câmbio, comparando as taxas utilizadas não é nada prático!

    Comprar a moeda do país de destino no Brasil pode não ser um bom negócio! Dependendo do país a ser visitado é bastante difícil localizar alguma agência de câmbio que disponibilize a moeda desejada. E, mesmo encontrando uma, a taxa de câmbio utilizada provavelmente será muito desvantajosa! Se quiser levar dinheiro em espécie, prefira levar dólares ou euros, mesmo tendo que efetuar o câmbio duas vezes.


    DIVERSIFIQUE!


    Levando-se em conta as vantagens e desvantagens de cada operação e tentando minimizar o risco de alguma coisa sair errada, a melhor opção é diversificar. Normalmente, é bom levar um montante em dinheiro vivo, para emergências. Algo como U$200 ou U$300, dependendo do destino e por quanto tempo você viajará. Utilizar os saques internacionais como método principal para obter moeda local, mas levar sempre dois cartões de crédito de reserva para eventuais necessidades e compras maiores.

    Após essas dicas dada pela Trielotur você escolhe a melhor forma de viajar!

  •  

    Milhagem

    As vantagens oferecidas por meio de programas de milhagem caracterizam relações comerciais entre empresa e consumidor. Por isso, esses programas não são regulados e/ou fiscalizados pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil). Os passageiros que utilizaram milhas aéreas para viajar devem ser tratados da mesma forma que àqueles que compraram passagem sem o benefício.

    Como participar do programa Smiles? Como participar do Latam Fidelidade? Essa é a dúvida de muitos leitores e nós respondemos. Além de responder como participar desses e de outros programas de milhagem aproveitamos para dar algumas dicas.

    As boas companhias aéreas sempre ofereceram programas de fidelidade ou programas de milhagem. Nesses programas você vai acumulando pontos/milhas a cada viagem ou através de compras com cartão de crédito e depois pode trocar por passagens aéreas. No Brasil temos o Latam Fidelidade o Smiles da GOL, Tudo Azul da Azul Linhas Aéreas e o Amigo que é da Avianca.

    Em todos eles o cadastro é feito pela Internet e não há nenhum burocracia para participar, já para acumular pontos e fazer uso dos mesmos aí varia muito de uma companhia para outra. O importante é que você se cadastre e sempre que for comprar uma passagem aérea informe seu número.

    Como acumular pontos: existem basicamente duas formas de acumular pontos: voando ou utilizando cartão de crédito. Quando você compra uma passagem e informa o seu número de fidelidade você já acumula pontos mas uma forma mais fácil de acumular pontos e utilizando seu cartão de crédito. Algumas operadoras/bancos, como é o caso do Banco do Brasil, permitem que os ponto acumulados com o uso do cartão sejam convertidos em milhas Latam Fidelidade ou em milhas Smiles e tudo é feito de forma bem simples pelo próprio site.


    Como utilizar: Para utilizar vai variar muito de uma companhia para outra, no Latam Fidelidade e no Programa Smiles você faz tudo pelo site.


    MAIORES INFORMAÇÕES SOBRE O LATAM FIDELIDADE: https://www.latam.com/pt_br/latam-fidelidade/nosso-programa/descubra-latam-fidelidade/como-funciona-o-programa/

    MAIORES INFORMAÇÕES SOBRE O PROGRAMA SMILES: https://www.voegol.com.br/pt/informacoes/viaje-sem-duvidas/programa-smiles

  •  

    Conheça seu Roteiro

Você deve se apresentar para check-in no horário estipulado pela companhia aérea. Na maior parte das vezes, deve-se obedecer ao prazo de pelo menos uma hora de antecedência para voos nacionais e duas horas para voos internacionais. Consulte sua companhia aérea a respeito antecipadamente.

O check-in é o procedimento realizado pela companhia aérea para a identificação do passageiro, o despacho de bagagens e a emissão de cartão de embarque. Pode ser feito no balcão da empresa, pela internet, em pontos de autoatendimento e em aplicativos para celular ou tablets. O atendimento e a organização das filas são de responsabilidade das companhias aéreas. Após o check-in, você deve ir para o portão de embarque designado pela companhia aérea, no horário estipulado.


CHECK-IN PELA INTERNET



Se você estiver sem bagagem ou apenas com bagagem de mão, deve imprimir o cartão de embarque e seguir diretamente para o portão de embarque indicado pela companhia aérea, no horário informado pela empresa. Se estiver com bagagem a ser despachada, vá ao balcão de check-in da companhia, com tempo suficiente para se identificar, despachar a bagagem e apresentar-se no portão de embarque, no horário informado pela empresa aérea. Algumas empresas têm balcões exclusivos para o despacho da bagagem.

HORÁRIO DE VERÃO E FUSO


Siga o horário local. Não é preciso calcular fuso horário ou horário de verão. Os bilhetes e os sites das companhias aéreas informam a hora local, tanto na origem quanto no destino. Se tiver dúvidas, consulte a companhia aérea.


MAIORES INFORMAÇÕES
Check-in Azul Linhas Aéreas: https://viajemais.voeazul.com.br/#check-in
Check-in Avianca: https://www.avianca.com.br/check-in
Check-in Gol: http://checkininternet.voegol.com.br/
Check-in Latam: https://www.latam.com/pt_br/apps/personas/checkinunified#booking-search-page
Check-in American Airlines: https://www.aa.com/reservation/flightCheckInViewReservationsAccess.do
Check-in Air Canada: http://www.aircanada.com.br/info/default.aspx?pageid=362
Check-in TAP Portugal: https://www.flytap.com/pt-st/check-in/check-in-online
Check-in AirFrance: http://www.airfrance.com.br/BR/pt/local/core/engine/echeckin/IciFormAction.do
Check-in Iberia: https://www.iberia.com/br/autocheckin-online.pt/?market=BR&language=pt&channel=COM#/ibcose
Check-in Alitalia: https://www.alitalia.com/pt_br/check-in.html





BABAGENS



BAGAGEM DESPACHADA: São as malas maiores, que vão ao bagageiro do avião. Elas são entregues na hora que você faz o check-in no aeroporto de embarque e são devolvidas ao passageiro na chegada.
-    Voos domésticos: Nos voos dentro do Brasil você pode levar uma mala de até 23kg. Essa regra vale para aviões que tenham pelo menos 31 assentos, ou seja, todos da  GOL, Latam, Azul e Avianca.
-    Voos internacionais: Nos voos internacionais, quando a viagem começar no Brasil você terá direito a duas malas de até 32kg. Essa é a regra, mas há várias exceções, principalmente em viagens pela América do Sul.

BAGAGEM DE MÃO: Além da bagagem despachada, o passageiro tem direito a levar consigo uma bolsa, mala ou mochila com pertences pessoais e itens de valor, como dinheiro, aparelhos eletrônicos e remédios.
-    Voos domésticos: Em voos domésticos, a bagagem não pode ser maior que 115 cm (considerando altura + comprimento + largura) e o peso máximo são de 5 kg.
-    Voos internacionais: Em voos internacionais, a bagagem não pode ser maior que 115 cm (considerando altura + comprimento + largura) e o peso máximo variam. O mais importante é observar o volume.

MAIORES INFORMAÇÕES
Bagagem Azul Linhas Aéreas: https://www.voeazul.com.br/para-sua-viagem/informacoes-para-viajar/bagagem-despachada
Bagagem Avianca: https://www.avianca.com.br/bagagens
Bagagem Gol: https://www.voegol.com.br/pt/informacoes/viaje-sem-duvidas/bagagem-de-mao-e-despachada
Bagagem Latam: http://tamtrade.com.br/informacoes-e-servicos/embarque/bagagem/
Bagagem American Airlines: https://www.aa.com/i18n/travel-info/baggage/baggage.jsp?locale=pt_PT
Bagagem Air Canada: http://www.aircanada.com.br/info/default.aspx?pageid=15
Bagagem TAP Portugal: https://www.flytap.com/pt-pt/bagagem
Bagagem AirFrance: https://www.airfrance.com.br/BR/pt/local/voyage-en-avion/preparation-voyage/bagages-avion.htm
Bagagem Iberia: http://www.iberia.com/br/bagagem/franquia-de-bagagem/
Bagagem Alitalia: https://www.alitalia.com/pt_br/fly-alitalia/baggage.html





Contato
  • (11) 5085 0101

  • Av. Lins de Vasconcelos, 437, Cambuci – SP – CEP 01537-000

  • (11) 9 8786 0259

  • Horário de atendimento:

  • Segunda a Sexta: 08h às 12h30 e das 13h30 às 17h

  • Rede Sociais
    Newsletter
  • Cadastre para receber roteiros promocionais e descontos.

  •  
     

    Copyright © Trielotur Todos os direitos reservados

    Desenvolvido com amor por
    A venda dos serviços aéreos e terrestres reservados no nosso site acontecerão apenas durante o nosso horário de expediente. Reservas feitas no período da noite serão emitidas apenas no outro dia.